quarta, 17 novembro 2021 10:02

ANAMM lança o estudo Sobre Governação Municipal Sensível ao Género

“As intervenções da Rede da Mulher Autárquica devem ir além da acção administrativa, suplantando barreiras político-partidárias, de modo que as mulheres se sintam ligadas independentemente da sua cor partidária, dando-lhe uma perspectiva nacional e apartidária”.


Esta recomendação consta dos resultados do “Estudo sobre Governação Municipal Sensível ao Género em Moçambique”, documento recentemente apresentado, a partir de Maputo, em sessão virtual (webinar), pelo Dr. Ernesto Macuacua, consultor contratado pela Associação Nacional dos Municípios de Moçambique (ANAMM), no âmbito do Programa de “Apoio à Consolidação da Democracia em Moçambique”, implementado pelo International IDEA.

Ainda de acordo com os resultados do estudo, é desejável uma acção pública da ANAMM que vise trazer comandos de género a escala nacional, para que as Autarquias se revejam e oficialmente estejam orientadas para uma Governação Autárquica Sensível ao Género, mediante instrumentos mandatários da ANAMM.

Financiado pela Delegação da União Europeia e a Cooperação Austríaca para o Desenvolvimento, com objectivo de identificar as barreiras estruturais e sistémicas que afectam a igualdade de género e o empoderamento das mulheres na governação autárquica no País, o estudo foi realizado em 6 dos 53 municípios nacionais, designadamente Maputo, Mandlakazi, Beira, Sussundenga, Nampula e Metangula.
Após a conclusão das revisões finais, este documento será disponibilizado aos municípios, parceiros, academias e instituições governamentais.

Receba nosso Boletim Informativo mensalmente
Please wait